Capital Social

Da wiki Solecopedia
Ir para: navegação, pesquisa

Uma definição inicial para o capital social poderia ser aquela que foi utilizada na documentação dos programas anteriores da União Européia: "O capital social consiste nas características de organizações sociais tais como redes, normas e confiança social que facilitam a coordinação e a cooperação para o benefício mútuo." Esta definição tem a sua origem numa quantidade de fontes. O debate atual sobre o conceito do capital social provem, entre outras, das obras de dois americanos: a do sociólogo James Coleman na década 1980, e a do politólogo Robert Putnam na década 1990. Menciona-se também com frequência à obra do sociólogo marxista francês Pierre Bourdieu na década 1990 como a terciera fonte da teoretização atual sobre o capital social. Os três definem o capital social nos seguintes jeitos:

“Define-se o capital social pela sua função. Não é uma entidade única, como outras formas de capital, o capital social é produtivo, fazendo possível o atingimento de alguns fins que não seriam alcançáveis se não houvesse. … Foi incorporado o capital social nas relações entre as pessoas.. (um) grupo cujos sócios manifestam a confiança e põem-na extensivamente um ao outro poderá atingir mais do que um grupo comparável que carece de tais confianças”. Coleman (1990);

“O capital social .... refere-se a características da organização social, tais como confiança, normas e redes, que podem melhorar a eficiência da sociedade por facilitar ações coordinadas”. Putnam (1993)

“A suma de recursos, real ou virtual, que acrescenta-se a um indivíduo ou grupo por possuir uma rede durável de relações mais ou menos institucionalizadas de conhecimento mútuo e reconhecimento”. Bourdieu (1992)

A Definição Funcional Válida para o Capital Social

“O capital social consiste em recursos dentro das comunidades que criam-se atravês da presença de alto nível de:

  • confiança;
  • reciprocidade e mutualidade;
  • normas compartilhadas de comportamento;
  • dedicação e pertência compartilhadas;
  • redes sociais tanto formais como informais; e
  • canais efetivos de informação,

que poderiam ser aproveitados produtivamente por indivíduos e grupos com o fim de facilitar ações para dar benefício a indivíduos, grupos e a comunidade em geral.”

Nota em japonês

A tradução literal da palavra "capital social" em japonês seria "社会資本" (shakai shihon) mas dever-se-ia evitar o uso desta palabra porque significa "infraestructura" tais como autopistas e drenagem. É recomendável usar a transliteração "ソーシャル・キャピタル" (sôsharu kyapitaru).

Referências

  • Evans, M.(2005): The Role of Social Capital in the Social Economy. In: Birkhölzer, K.; Klein, A.; Priller, E.; Zimmer, A. (eds.): Dritter Sektor / Drittes System. Theorie, Funktionswandel und zivilgesellschaftliche Perspektiven. Wiesbaden
  • Bourdieu, Coleman and Putnam